O Governo Federal divulgou mudanças na ocupação de vagas remanescentes do ProUni e agora divulgou também modificações no Fies (Fundo de Financiamento do Ensino Superior). O contrato do Fies a partir de agora passa a ser agregado ao Fgeduc (Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo). Antes, esse casamento entre o Fies e o Fgeduc era apenas opcional.

Mudanças no Fies

Mudanças no Fies

O Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo foi criado em 2009 e cobre 80% dos casos de inadimplência do aluno que contrata o financiamento estudantil. Funciona como uma espécie de seguro, pelo qual a instituição paga por mês 5,63% do valor total do financiamento, ou ainda 6,25% do valor da parcela das operações do financiamento. Sem o Fundo de Garantia, caso o aluno não pagasse o valor a faculdade pagava 15% do valor.

Essa mudança é bastante positiva para quem quer contratar o Fies, pois o tornará um pouco mais fácil. Antes, quem quisesse contratar o financiamento precisa arrumar um fiador, o que era a parte mais difícil do contrato. Com o Fgeduc contratado, não é mais necessário um fiador.

O financiamento hoje representa cerca de 25% do valor total da receita das universidades particulares.

FlaviaFIESFIES,Fies 2014,Financiamento Estudantil,Mudanças Fies 2014,Mudanças no Fies,Novas informações sobre o Fies
O Governo Federal divulgou mudanças na ocupação de vagas remanescentes do ProUni e agora divulgou também modificações no Fies (Fundo de Financiamento do Ensino Superior). O contrato do Fies a partir de agora passa a ser agregado ao Fgeduc (Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo). Antes, esse casamento entre...